Passo a passo para usar Bitcoins (BTC)

Confira um passo a passo para usar Bitcoins: Comprar, armazenar e vender

É tudo muito lindo, mas você deve estar se perguntando como eu faço para negociar bitcoins?. É o que vai aprender agora.

Podemos dividir em 5 partes o processo para negociar no sistema Bitcoin.



  1.  Como comprar?
  2.  Como armazenar?
  3.  Como vender?
  4.  Como gastar?
  5.  Como receber?


Então vamos ver agora cada um desses passos:


1 - Como comprar bitcoin?

Você compra bitcoins nas exchanges (casas de câmbio), seja no Brasil ou no exterior, confira algumas delas abaixo.

BRASIL:  Mercado Bitcoin, Foxbit, Bitcointoyou, BTC Bolsa,

EXTERIOR: Binance, Coinbase, Bitfinex, Circle, Kraken, Bitstamp, SpectroCoin,


Primeiramente você precisa conectar uma conta corrente a sua conta em algum mercado ou bolsa Bitcoin. O mercado deve estar disponível no país de sua conta corrente para fazer essa conexão. Você então transfere dinheiro da conta corrente para a conta no mercado de Bitcoin e usa esse valor para comprar bitcoins de alguém que esteja vendendo. É aí que os mercados tiram receita, cobrando um pequeno spread em cada transação efetivada.

É importante ficar atento, pois muitos desses serviços podem de repente fechar. Em geral, isso não acontece sem antes avisarem os clientes para sacar os valores e bitcoins depositados. Ainda é um mercado novo e dinâmico, com alguns players saindo e outros entrando a todo o momento. A tendência é que com o tempo, os melhores e maiores serviços se estabeleçam.



2 - Como armazenar bitcoin?

O armazenamento é um dos motes do Bitcoin: “Seja seu próprio banco”. Para guardar os bitcoins que acabou de comprar, você precisará de uma carteira (wallet). Há diversos tipos de carteira, cada uma com suas características:

-Carteira baseada na Web: é um website que você acessa pelo navegador. Alguns mercados, como o Coinbase e Circle, atuam tanto como mercado, quanto carteira. Outra alternativa chama-se Uphold, onde é possível converter Bitcoin entre diversas outras moedas (24 no total), metais preciosos (4 no total), mantê-los guardados, transferir e receber pagamentos de terceiros.

-Carteira baseada em software: é um programa que deve ser instalado no seu computador ou celular e que mantém seus bitcoins. Para computadores existe o Electrum. Para celulares Android há o Mycelium e para iOS o BreadWallet.

-Carteira baseada em hardware: é um disposito parecido com um token e que pode ser conectado via USB em seu computador. O exemplo mais conhecido desse modelo chama-se Trezor.

Você pode acessar uma lista completa de carteiras diretamente do site oficial do Bitcoin.




3 - Como vender bitcoin?

Para vender, você faz o processo inverso da compra. Manda os bitcoins da sua carteira para a sua conta no mercado e coloca uma ordem de venda. Após vender, você pode resgatar o dinheiro para a conta corrente no banco. Tudo de maneira bastante direta e objetiva.
Como gastar bitcoin?

Para enviar bitcoins para outra pessoa ou instituição, basta entrar em sua carteira, escolher a opção “enviar dinheiro” (send money). Aí você coloca o endereço do destinatário, que é aquele código alfanumérico enorme (obviamente você dá um ctrl+c, ctrl+v no código, não tem como decorar), preeenche a quantidade que deseja enviar e clica em “enviar” (send). Dentro de alguns segundos ou minutos, a transferência é concluída e os saldos de cada conta são atualizados com a operação.


bitcoinUma outra forma de gastar é usando um serviço bem interessante chamado Wirex, antigamente conhecido como e-coin. Este serviço permite que você envie bitcoins para sua conta na Wirex e transfira esse valor convertido em Dólar Americano, Euro ou Libra Esterlina para um cartão de débito com a bandeira MasterCard que pode ser usado no mundo todo. Um outro serviço que oferece cartão de débito com características semelhantes é o já falado SpectroCoin e o Xapo.

4 - Onde gastar bitcoin?

Há diversos serviços na internet e até fora dela que aceitam bitcoins diretamente como forma de pagamento.

No exterior, as possibilidades são maiores: Microsoft, Dell, Overstock, Newegg, Showroomprive, Tigerdirect, Monoprix, Bitcoinshop, CheapAir e muitas outras empresas aceitam a moeda virtual em suas vendas.

No Brasil, algumas lojas virtuais e outras físicas aceitam bitcoins. Você pode encontrar uma variedade (ainda pequena) de empresas que recebem a moeda digital em troca de produtos e serviços.
Como receber bitcoin?

Para receber bitcoins você já sabe. Basta que a pessoa que irá te pagar tenha algum dos seus endereços no mercado Bitcoin e ela será capaz de entrar na própria carteira e realizar a transferência diretamente pra você. Em poucos segundos ou minutos você será avisado da transferência e seu saldo é atualizado.

Camadas extras de proteção


Por mais que as transferências de bitcoin sejam anônimas e confidenciais, existem alguns passos a se tomar, caso você deseje níveis de proteção adicionais.

Primeiro que quando você abre uma conta num mercado de Bitcoin, você precisa fornecer suas informações pessoais, bem como uma conta bancária. É nesse momento de compra e venda que a identidade do usuário se torna conhecida.

A partir daí, todas as transações do seu endereço Bitcoin ficam armazenadas na rede, são tornadas públicas e qualquer um pode conferi-las. Portanto deve-se utilizar cada endereço Bitcoin apenas uma vez. A partir do momento da compra, é prudente criar um novo endereço que servirá para armazenar os bitcoins na carteira. Você pode criar quantos endereços desejar.
Bitcoin no exterior

Uma outra medida de segurança é usar serviços de VPN (Virtual Private Network) que escondem o seu endereço IP dentro da internet e impedem rastreamento adicional. Da mesma forma, não se deve usar redes públicas não protegidas, pois os seus dados e contas podem ser hackeados. Também não é recomendável expor seus endereços Bitcoin em redes sociais. Assim como você protege as senhas de seus cartões e de sua conta bancária, você deve proteger os dados referentes aos seus bitcoins.

Críticas e desvantagens do Bitcoin

Nem tudo são flores. É um sistema muito bem elaborado e preciso, mas que também possui alguns pontos de dúvida. Pode ser que com o tempo o desenvolvimento do sistema resolva alguns desses problemas e esclareça algumas das críticas.


  • Difícil entendimento: ainda é uma moeda pouco divulgada e de difícil entendimento por parte da população em geral.
  • Necessidade de conexão com a internet para realizar pagamentos e transferências.
  • Volatilidade de preço em relação às moedas oficiais.
  • Pouco tempo de mercado: ainda é uma tecnologia não amplamente testada e aprovada.
  • A quebra do Mt. Gox em 2014, até então o maior mercado de Bitcoin do mundo, por questões técnicas e outros motivos ainda não muito claros que levaram a possível perda de 850 mil bitcoins dos clientes. O processo ainda permanece na justiça.
  • Ainda é preciso ter um equipamento de hardware e o software instalado para guardar seus bitcoins de maneira segura, algo que ainda não está disponível com facilidade em nações subdesenvolvidas.
  • Bitcoin não preenche um dos pontos importantes para se estabelecer como moeda, que seria possuir valor intrínseco.
  • O anonimato do sistema pode ser usado para fins ilícitos. Importante lembrar que um dia as “autoridades” chegaram a achar que o e-mail facilitaria a vida dos criminosos e veja só quanto e-mail é usado como prova em diversas investigações policiais.

Outras criptomoedas

Apesar do Bitcoin (cuja sigla é BTC) ser a moeda digital mais famosa e negociada, existem ainda diversas outras criptomoedas em circulação no mundo. No livre mercado é assim. Existe até competição de moedas, onde só as melhores sobrevivem. Você não precisa engolir nenhuma moeda goela abaixo simplesmente porque alguém lhe impõe. Alguns exemplos, com os respectivos códigos, são:


  • Ethereum (ETH)
  • Ripple (XRP)
  • Litecoin (LTC)
  • Dash (DASH)
  • MaidSafeCoin (MAID)
  • CoinoUSD (COINO)
  • Dogecoin (DOGE)

Você pode acompanhar as cotações e dados de todas as principais criptomoedas no site Coincap.

Um mercado onde você pode negociar os diversos tipos de criptomoedas entre si chama-se Poloniex. Você pode abrir uma conta e trocar bitcoins por ethereums ou litecoins. Há gráficos, cotações e outras ferramentas. É um sistema bem completo e com bastante informação.



Devo investir em bitcoin?

Bitcoin em seu curto período de vida tem enfrentado diversos desafios no caminho para se tornar uma moeda confiável e amplamente usada. No momento, talvez ainda não se possa tratá-la como uma moeda da mesma forma que o Real ou Dólar, mas a sua capacidade como meio de pagamento e transferência supera em eficiência todos os outros.

Problemas sempre irão existir e não há uma solução perfeita. A verdade é que os fatos nos mostram que os governos e seus Bancos Centrais emissores das moedas oficiais não são nem um pouco confiáveis. Dentro dessa realidade, o sistema Bitcoin se torna uma tentativa de pessoas do mundo todo buscarem a liberdade em um sistema alternativo de poupança e de livre negociação de produtos e serviços.




Referências bibliográficas:

Bitcoin.com

Bitcoin.org

Coindesk

Inside Bitcoins

Coinreport

Goldman Sachs

Learningmarkets







___________________________________________________________________

VEJA TAMBÉM:




Inscreva-se no Blog, envie suas sugestões, assine o canal e acompanhe todas as informações e notícias do mercado financeiro mundial!

Preço de Moedas Relacionadas:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço o seu comentário.